maternidade

Os dias ao avesso

Os dias ao avesso

Esse texto é sobre aqueles dias em que as disciplinas, métodos, milagres, formas de comunicar, em muitos dos quais eu busco me aprofundo e sego, porque realmente funcionam, não dão conta. O que hoje escrevo para vocês é sobre os dias ao avesso, sobre os dias em que eles não funcionarão. E está tudo bem, vamos aprender com eles também.

Sobre tecer e renascer

Sobre tecer e renascer

Quando não fazemos escolhas e tomamos decisões em nossas vidas por medo ou insegurança, ficamos estagnados, esse texto é uma inspiração para todos aqueles que ainda creditam na vida.

A importância de resgatarmos o sentido e essência de UBUNTU

A importância de resgatarmos o sentido e essência de UBUNTU

Esse texto, é um convite para que sejamos nós todos educadores em todos os momentos da nossa vida, como uma forma de existir, somando, ajudando o outro com nosso saber, participando da educação dos nossos filhos nos detalhes mais simples como com os “biscoitos escrevidos” e resgatando a essência do que a palavra africana UBUNTU traz em seu profundo significado: “uma pessoa é uma pessoa através (por meio) de outras pessoas.”

Quando queremos ensinar e quem aprende somos nós

Quando queremos ensinar e quem aprende somos nós

Faz tempo que venho pensando sobre isso, sobre como a maternidade inverteu essa minha lógica de raciocínio (e acho que da maioria), sobre uma preocupação e cuidado constante com o que vamos ensinar aos nossos filhos. E de uma coisa estou certa, que educação se dá pelo exemplo, basta saber agora nesta roda, quem é que estava sendo educado.

Quando um pequeno se mostra um gigante

Quando um pequeno se mostra um gigante

Ser responsável pela vidinha de alguém é uma missão incrível e a jornada da educação é muito mais sobre aprender do que sobre ensinar, é sobre manter-se com a escuta atenta e aberto ao diálogo. É um ato de mediação, de troca, de saberes e saber não tem idade! É sobre isso que se trata esse texto.

Educar para a cidadania planetária

Educar para a cidadania planetária

Este texto propõe a seguinte reflexão: como construir, então, uma cidadania planetária num país globalizado, colonizado como o nosso e tantos outros? E a resposta está em entender que planetário não é sinônimo de uniformizado, de globalizado, uma cidadania planetária pressupõe o respeito à diferença, à diversidade e à biodiversidade, que só nos enriquecem.